Connect with us

Politica

“Comprar alguns militantes da UNITA não é igual a comprar o partido”, diz Rúben Sicato

Published

on

O médico, deputado e político da UNITA, Anastácio Rúben Sicato, alertou o Partido no poder que “um dia o MPLA vai perceber que comprar alguns militantes da UNITA não é igual a comprar o partido, pois a UNITA não está à venda”, disse.

Rúben Sicato, que reagia às acusações feitas por um ex-militante dissidente da UNITA, em Conferência realizada nesta quinta-feira, em Luanda, em que o mesmo acusou o actual presidente do maior partido na oposição, Adalberto Costa Júnior, de ter se apoderado de 400.000.000,00 de kwanzas para compra de uma casa de luxo em Portugal, e outras acusações não menos importantes, como estar a expulsar militantes por questões tribais.

O médico frisou que “ACJ nunca poderia roubar 400.000.000,00 de kwanzas porque ele não é o Tesoureiro do Partido. Além disso, as contas bancárias da UNITA continuam bloqueadas”, sublinhou.

Quanto às questões tribais, o também parlamentar do Galo Negro procura saber quais são os militantes que foram expulsos por questões regionais.

“ACJ tribalista? Quem são as pessoas que ele correu do partido por razões tribais?”, questionou.

Sicato escreveu ainda, na sua conta do Facebook, que felizmente, hoje, a consciência política do povo angolano subiu de nível, realçando que ficaram longe os tempos em que diziam que a “FNLA comia corações”.

De realçar que nesta quinta-feira, mais de 50 dirigentes da UNITA no município de Cacuaco, um dos bastiões do partido fundado por Jonas Savimbi, desvincularam-se desta formação política.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Pedro Henrique

    07/05/2021 at 3:25 pm

    OUTRA MAKA ?

    Militantes da UNITA acusam Adalberto Costa Júnior de desvio de 400 milhões de kzs dos cofres do Partido.

    De acordo com uma reportagem divulgada hoje pela RNA, um grupo de militantes da UNITA, composto por 50 elementos, alguns da direção de Cacuaco, mostram-se descontentes com o líder Adalberto Costa Júnior.

    Domingos Pedro, Secretário para a Mobilização de Cacuaco, acusa o Presidente da UNITA de desviar 400 milhões de kzs, para a compra de uma vivenda luxuosa em Portugal.

    Os militantes não aceitam e nem reconhecem Adalberto Costa Júnior como Presidente do partido e pedem um congresso para a destituição do mesmo.

    O que tens a dizer?!??

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *