Connect with us

Destaque

Comissão vai investigar ataque a militantes da UNITA

Published

on

As autoridades de Benguela decidiram formar uma comissão de inquérito para averiguar os confrontos no Bocoio, que resultou em ferimentos em sete membros da UNITA.

A comissão será formada por quadros da polícia, partido no poder, Serviços de Informação e por um representante da UNITA.

A comissão foi anunciada após um encontro entre o governador Isaac dos Anjos e o dirigente provincial da UNITA, Alberto Ngalenela, que acusou o partido no poder o MPLA de ser responsável pelos confrontos.

Contudo a administrador municipal do MPLA rejeitou a acusação culpando os militantes da UNITA.

Ngalanela disse duvidar que a comissão de inquérito resulte na punição dos responsáveis, uma vez que desde 2002 houve 47 assassinatos sem responsabilização

“A verdade é que o quadro na província de Benguela é sombrio e comprometedor, tudo porque não há responsabilização dos autores morais e materiais’’, realça, pouco crente quanto à missão que chegou hoje ao Bocoio.

No sentido contrário, a administradora municipal e primeira secretária do MPLA no Bocoio, Deolinda Valiangula, em declarações à Rádio Mais, atribui culpas à UNITA.

“O Bocoio esta num clima de efervescência há cerca de 4 dias, com confusão entre militantes da UNITA e do MPLA”, disse

“Tudo começou porque o partido UNITA está a usar a força para colocar bandeiras em muitas aldeias. Mas nós pedimos aos nossos militantes para não reagirem, sabíamos que podia ter sido pior’’, acrescentou.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas