Connect with us

Sociedade

CACL diz ter gasto Nove milhões de Kwanzas na recuperação do Largo da Independência

Redação

Published

on

Pelo menos nove milhões de kwanzas foram gastos, este ano, pela Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL) na recuperação das bombas dos repuxos e de todo o sistema electrico do Largo da Independência.

A informação foi prestada hoje (quarta-feira), à Angop pelo assessor da CACL, Edson Cruz, que lamentou o facto dos munícipes, sistematicamente, vandalizarem os equipamentos do Largo da Independência.

Edson Cruz disse que deve ser a terceira ou quarta vez que as bombas e o sistema eléctrico são furtados, chegando ao ponto de, em alguns casos, o pavimento ser danificado e de os meliantes deixarem os repuxos num estado de insalubridade extrema.

Para além do Largo da Independência, os do Ambiente e Rio de Janeiro também são constantemente vandalizados, com o roubo de algumas plantas e danos nos bancos .

Como solução aventou a hipótese de  negociar com as empresas de publicidade com placares próximos dos espaços verdes, no sentido de colocar seguranças em troca do pagamento da publicidade nos distritos.

De acordo com o responsável, a CACL tem realizado campanhas para a reabilitação de alguns Jardins, com destaque para o Largo do Chamavo, Ambiente, Kinanga e os da Avenida Mortala Mohamed, na Ilha do Cabo.

No âmbito do mesmo projecto, a Comissão Administrativa de Luanda perspectiva a recuperação do espaço verde do viaduto da Avenida Deolinda Rodrigues.

O Largo da Independência, antes do Primeiro de Maio, foi palco da proclamação da Independência Nacional em 11 de Novembro de 1975.

Bem no centro do largo está a estátua do primeiro presidente angolano, António Agostinho Neto, que proclamou a indepedência.

Actualmente, o espaço além de ser um local  histórico é ponto de encontro de manifestantes, casais e familias.

 

C/ Angop

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *