Connect with us

Politica

Combate a corrupção deve continuar a ser visto como uma tarefa contínua do Estado, afirma João Lourenço

Published

on

O presidente da República disse hoje na Província do Huambo, que o Estado democrático e de Direito, vai continuar a vincular os órgãos de Justiça.

No seu discurso de abertura do ano judicial, João Lourenço assinalou, “a necessidade da Justiça actuar em tempo útil, sob pena de se perder,  o seu efeito de dirimir conflitos, o de aclarar com justiça as responsabilidades dos presumíveis criminosos, o de vincar seu papel pedagógico e de reeducação dos cidadãos”, Disse.

Chefe de Estado Angolano referiu ainda, que a Administracão da Justiça continuará a ser função dos Tribunais, que a exerce de forma independente, pelo que, exortou aos operadores de Justiça a prosseguirem com o mesmo sentido de Estado.

Numa altura em que aproximam-se as quintas eleições legislativas no País, previstas para Agosto próximo, o Presidente da República sublinhou, que a abertura do ano Judicial constitui uma oportunidade para reflectir-se conjuntamente, sobre os desafios a vencer e sobre as soluções que se impõem, a nível da Justiça.

Lembrou o Presidente João Lourenço, que o combate aos crimes contra a vida, a liberdade, a integridade física e moral das pessoas e contra os bens públicos e privados, devem também continuar a marcar a actuação dos órgãos judiciais neste ano Judicial.

Recorde-se que arrancou nesta terça-feira na cidade do Huambo, a abertura do ano Judicial, que conta com a presença de magistrados e operadores de Justiça de todos Pais.