Connect with us

Politica

CNJ: taxistas irão beneficar de formação e crédito para compra de transporte

Published

on

A direcção do Conselho Nacional de Juventude (CNJ) reuniu com as associações de taxistas e moto taxistas este sábado, 25, em Luanda.

Segundo comunicado enviado ao Correio da Kianda, o CNJ tem em curso projectos e programas específicos, que pretendem apresentar ao Ministério dos Transportes e outras instituições, que irão beneficiar directamente os jovens taxistas, com particular realce a criação de políticas de formação e cedência de transportes de passageiros a créditos bonificados.

O objectivo é empoderar as associações de taxistas com meios de transportes próprios e estes, por conseguinte, “ajudarem o Executivo nas suas políticas de transportação de pessoas e bens”.

“O presidente João Lourenço está atento com o desempenho patriótico dos taxistas a quem variadíssimas vezes considerou de incansáveis trabalhadores e, sempre apresentou-se solidário com as dificuldades da classe, mas que continuará a trabalhar para que as condições de habitabilidade dos jovens taxistas venham a ser melhoradas, tal como tem sido a sua nítida luta diária, para que se proporcione o bem estar do povo angolano”, informou o presidente do CNJ, Isaías Kalunga.

Durante o encontro, os presidentes das associações de taxistas e moto taxistas, nomeadamente, Francisco Paciente, da ANATA (Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola), Rafael Inácio, da ATA (Associação dos Taxistas de Angola), Bento Rafael, da AMOTRANG (Associação dos Motoqueiros e Transportadores de Angola), e Manuel Faustino, da ATL (Associação dos Taxistas de Luanda) discursaram e apresentaram documentos que reflectem as reais preocupações que os seus associados e a classe vivem diariamente.

Em representação do Ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, esteve o Presidente do Conselho de Administração da Agência Nacional de Transportes Terrestres, Enio Costa, que disse “tomar nota das preocupações apresentadas, bem como levou ao conhecimento dos presentes as políticas do Estado a serem implementadas ao benefício dos jovens taxistas e moto taxistas, realçando o ante projecto da carteira profissional do taxista”.

Ao final do encontro, as associações receberam meios informáticos e motorizadas a fim de reforçar a capacidade de trabalho das mesmas.

De acordo com o comunicado, este foi “apenas o primeiro dos vários diálogos que o CNJ irá promover aos sábados com as organizações juvenis membros e parceiras, mais de mesmas ou semelhantes especialidades de trabalho”, avançou o Vice Presidente do CNJ, Sebastião Jaca Maurício.

Colunistas