Connect with us

Politica

CNJ lidera distribuição de 8 mil apartamentos em três províncias

Published

on

Dois consórcios, nomeadamente um chinês e outro português, irão construir, nos próximos meses, um total de 8 mil apartamentos em Luanda, Huíla e Benguela, anunciou o presidente do Conselho Nacional de Juventude, Isaías Kalunga.

“As organizações políticas membros do CNJ, jovens dos órgãos de Defesa e Segurança, jovens do sector da Educação, Saúde e fazedores dos serviços de táxi, serão aqueles que irão beneficiar de uma maior quota, em virtude do elevado número de jovens agregados nesses sectores da sociedade angolana”, disse, o líder juvenil.

Do total, seis mil apartamentos serão construídos em Luanda e os outros dois mil, na Huíla e em Benguela.

De acordo com Isaías Kalunga, a realização do projecto será possível devido a cedência de terrenos infra-estruturados, a que o CNJ solicitou ao Ministério das Obras Públicas, Urbanismo e Habitação “MINOPUH” e “que teve resposta positiva do titular do pelouro em referência”, disse.

O líder do CNJ prestou tais informações durante a realização da Assembleia de Balanço do Fórum de Jovens da CPLP, que decorreu no Brasil, à margem da realização da “Semana da Juventude da CPLP”.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.