Connect with us

Destaque

CNE já tem 12 mil assembleias e 873 mesas de voto definidas

Published

on

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) concretizou nesta terça-feira, em Luanda, o mapeamento definitivo onde serão instaladas, a nível nacional, as 12 mil e 512 assembleias de votos e 25 mil e 873 mesas de voto definidas, informou a porta-voz da instituição, Júlia Ferreira.

Falando à imprensa no final da 12ª sessão extraordinária do plenário do órgão eleitoral, Júlia Ferreira precisou que este trabalho foi realizado pela CNE e a empresa Sinfic, com base no instrutivo de 2015, que definiu as metodologias e os procedimentos que deveriam ser seguidos.

Segundo Júlia Ferreira, os técnicos que trabalharam no mapeamento também tiveram como critério os pontos de referência indicados pelos cidadãos eleitores, aquando da actualização do registo eleitoral e da realização de novos registos, assim como as leis da divisão administrativa do país e das codificações das circunscrições territoriais.

“Este trabalho, realizado entre os dias 5 e 16 deste mês, obedeceu os limites intra-municipais e intra-provinciais impostos pela legislação em vigor”, afirmou a responsável.

De acordo com a porta-voz da CNE, do leque das assembleias e mesas de voto, algumas serão instaladas em edifício já construídas, como escolas, e outras em tendas.  

Deste modo, salientou que os órgãos internos da CNE foram orientados a iniciarem já com o trabalho de fixação das sinaléticas, para a divulgação dos locais onde irão funcionar as assembleias de voto, tal como prescreve a legislação eleitoral.

O encontro, orientado pelo presidente da CNE, André da Silva Neto, com a participação de comissários provinciais do órgão e técnicos locais, apreciou igualmente o relatório da equipa que recentemente se deslocou à Madrid, Espanha, para fazer a monitorização e acompanhamento da produção do material de votação.

Segundo Júlia Ferreira, este procedimento decorre dos termos contratuais definidos entre a CNE e a empresa Indra, de direito espanhola, no sentido de conferir se o material está a ser produzido de acordo com as deliberações e as recomendações feitas no plenário do órgão.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas