Connect with us

País

CNE e Grupos Parlamentares abordam andamento do processo eleitoral

Published

on

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e os presidentes dos Grupos Parlamentares abordaram nesta sexta-feira, em Luanda, aspectos inerentes à preparação e realização das eleições gerais de 2017, sete dias depois do término do processo de registo eleitoral.

Segundo a porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, que falava à imprensa, o encontro foi formal e decorreu no âmbito do diálogo institucional que a entidade supervisora das eleições se propôs estabelecer com os órgãos de soberania e do Estado.

No encontro, os deputados tomaram conhecimento do plano das actividades e do cronograma de execução das actividades relacionadas à organização do processo eleitoral, nos variados domínios.

De acordo com Júlia Ferreira, os parlamentares ficaram a saber do plano de acções que vai inclui a educação cívica eleitoral, formação dos membros da CNE e das assembleias de voto, bem como dos agentes eleitorais.

Os aspectos inerentes à logística, soluções tecnológicas e todo leque de actividades que devem ser desenvolvidas ao abrigo da Lei, também foram passados em revista.

Na ocasião, segundo ainda a porta-voz, os representantes dos principais actores do processo apresentaram algumas inquietações, num quadro sugestivo, para que o pleito seja realizado com lisura.

Entre as questões apresentadas, Júlia Ferreira destacou a necessidade de se ter em conta a imagem visual dos candidatos e das siglas dos partidos políticos nos boletins de voto.

Falou-se também da entrega dos cadernos eleitorais, bem como da necessidade de se introduzir o apuramento dos votos ao nível dos municípios e a auditoria ao Ficheiro de Identidade dos Cidadão Maiores (FICM).

No que toca à logística, Júlia Ferreira declarou que a CNE vai assumir as despesas dos delegados de lista dos partidos políticos.

Quanto à publicação das actas sínteses nas assembleias de voto, apesar de não estar plasmada na Lei, a CNE também se comprometeu em trabalhar para cumprir com esta exigência dos partidos da oposição.

Os deputados João Pinto (MPLA), Albertina Navemba Ngolo (UNITA), André Gaspar Mendes de Carvalho (CASA-CE), Benedito Daniel (PRS) e o presidente da FNLA, Lucas Ngonda, consideram o encontro pertinente.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas