Connect with us

eleições

CNE aprova manual de membros das assembleias de voto

Published

on

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) aprovou, nesta quinta-feira, o manual dos membros das mesas das assembleias de voto, ferramenta atraves da qual os agentes eleitorais deverão guiar-se no dia do pleito eleitoral.

O referido manual espelha o desempenho e funcionamento dos membros das assembleias de voto, a serem constituídas no quadro das eleições gerais de 24 de Agosto próximo, segundo o porta-voz da CNE, Lucas Quilunda, que falava à comunicação social no término de uma reunião plenária da instituição.

Referiu que cabe a estes agentes, a missão de procederem a contagem dos boletins de voto e elaborar as actas sínteses, para posterior envio para o centro nacional de escrutínio.

Lucas Quilunda frisou que neste instrumento consta também os direitos e deveres dos membros das mesas de assembleia de voto, constituída por quatro elementos cada, destacando, igualmente, a presença dos delegados de  lista, com a missão de supervisionar o andamento do voto.

Estes delegados têm o direito de assinar as actas sínteses, procederem a eventuais reclamações sobre eventuais irregularidades.

Informou que neste momento está a ser levado a cabo o recrutamento via online de candidatos a membros das assembleias de mesa, referindo ser a melhor forma que a CNE encontrou para evitar o aglomerado de cidadãos num único local.

O plenário analisou,  igualmente, o relatório sobre a supervisão da produção de material eleitoral no Reino de Espanha, tendo considerado positivo o trabalho desenvolvido pela INDRA, empresa contratada para o efeito.