Connect with us

Politica

CIVICOP insta UNITA para recolha de ossadas das vitimas da Jamba

Published

on

A informação foi avançada esta terça-feira, 22, em Luanda, pelo coordenador desta Comissão para Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vítimas dos Conflitos Políticos (CIVICOP), o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, durante a reunião de balanço deste órgão, onde também foi anunciada a localização de ossadas de 10 corpos, que neste momento estão a ser analisadas pela equipa médico-forense para realização do exame de ADN.

“Vamos trabalhar com o representante da UNITA na CIVICOP, para que possamos também fazer a recolha de ossos na Jamba e em outros locais que a UNITA possa indicar”, disse.

Após a terceira reunião do ano da CIVICOP, que decorreu na sala de reuniões do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz fez um balanço positivo dos resultados alcançados até ao momento, localizando em Luanda, corpos de 10 indivíduos, que estão a ser trabalhados pela equipa médico-forense para a realização do exame de ADN.

O Ministro explicou que trabalhos estão avançados e que as famílias estão a colaborar na obtenção de resultados genéticos de ADN, para se fazer o cruzamento com o mesmo tipo de análise feito aos ossos.

O coordenador da CIVICOP alertou que não há ainda certezas de quem são as ossadas encontradas. Dos dez corpos, oito têm os ossos completos e dois com ossos parciais, e já foram retirados material genético de 35 famílias.

“Estamos agora à espera, mas aquilo que se pensa em termos de quem são em concreto esses ossos é que possam ser de pessoas relacionadas com o 27 de Maio, por causa do modo e o local onde foram encontrados os ossos, designadamente Nito Alves, Pedro Fortunato, Sianuk, Monstro Imortal, José Van-Dúnem, David Zé, Urbano de Castro, Domingos Barros, Sabata, Arthur Nunes, e ainda Júlio e Elídio Ramalhate, que são gêmeos”.

A lista das vítimas é extensa, segundo o ministro, e passa de 10 indivíduos. Por essa razão, foram enviadas cartas às famílias de todos para a recolha de material genético e para o cruzamento com os ossos encontrados.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas