Connect with us

Politica

CIRGL: Angola reafirma apoio para a pacificação no Leste da RDC

Published

on

Angola reafirmou o seu compromisso de continuar a trabalhar em estreita coordenação com o Processo de Nairobi para apoiar os esforços de pacificação no Leste da República Democrática do Congo (RDC), durante a abertura da 11ª Cimeira de Alto Nível dos Chefes de Estado e de Governo do Mecanismo Regional de Supervisão dos Países Signatários do Acordo-Quadro para a Paz, Segurança e a Cooperação para a República Democrática do Congo e Região dos Grandes Lagos, este sábado, 6 de Maio, na cidade de Bujumbura, República do Burundi.

O Ministro de Estado e Chefe da Casa Civil, Adão de Almeida, que discursou em representação do Chefe de Estado angolano, João Lourenço, disse que Angola, fruto do seu passado histórico, caracterizado por um longo conflito militar que durou quase três décadas, tem vindo a contribuir com a sua experiência para a resolução pacífica de conflitos e para a promoção de um diálogo inclusivo entre as partes desavindas, tendentes a encontrar vias alternativas à violência.

“A nossa Presidência da CIRGL é, sobretudo, orientada pela procura incessante de pontes de diálogo e convergência de posições”, declarou.

De recordar que a Assembleia Nacional aprovou, recentemente, o envio à RDC de uma unidade do Contingente de Apoio às Operações de Manutenção de Paz das Forças Armadas Angolanas (FAA), no quadro do processo de paz e segurança na RDC.

Os 450 militares das Forças Armadas Angolanas (FAA) têm como missão apoiar as operações de manutenção de paz e asseguramento das áreas de acantonamento do M23, na região Leste da República Democrática do Congo (RDC).