Connect with us

Sociedade

Cinquenta por cento das angolanas tiveram gravidez antes dos 18 anos de idade

Published

on

Em Angola, 50 por cento das mulheres já tiveram a primeira gravidez aos 18 anos de idade, razão que limita a educação e as oportunidades aos adolescentes, afirmou hoje, quarta-feira, em Luanda, a Ministra da Juventude e Desporto, Ana Paula Silva do Sacramento.

A afirmação foi feita durante o acto de abertura da Conferência Nacional sobre saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes e jovens, sob o lema ”Agir agora pensando no amanhã”, que termina quinta-feira.

A Ministra referiu que a gravidez precoce pode ser fatal para as meninas, pois a gestação em menores de 20 anos aumenta em quatro vezes o risco de morrer por uma complicação.

As estimativas indicam que o país tem cerca de 29 milhões de habitantes, com uma alta taxa de fecundidade, 6,2% e um crescimento populacional anual acima de 3.1%, acesso limitado aos serviços de saúde sexual e reprodutiva, baixa cobertura de contraceptivos modernos (16%).

No que toca as necessidades de planeamento familiar não satisfeitas está a dos 38 por cento, a taxa de gravidez na adolescente (35%), e uma esperança de vida de 62 anos de idade.

Salientou que existe uma pirâmide populacional de base alargada, o que significa que a maior parte da população (73 por cento) está na faixa etária menor de 30 anos de idade.

Ana Paula do Sacramento disse que é preciso responder as necessidades especificas de saúde das populações, acrescentando que em 2015 o país elaborou a estratégia de atenção integral à saúde de adolescentes e jovens, para o período 2016-2021.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *