Connect with us

Sociedade

Cimeira das três bacias: países discutem preservação das principais florestas tropicais do mundo

Published

on

Os países que abrigam as três maiores florestas tropicais do mundo concordaram no sábado em cooperar para superar o desmatamento e salvaguardar a biodiversidade, mas não conseguiram uma aliança concreta para proteger os vitais sumidouros de carbono.

O anúncio foi feito no último dia da cimeira das Três Bacias, organizada pela República do Congo, em Brazzaville, que reuniu esta semana, presidentes, ONG, especialistas técnicos e funcionários do sector financeiro para fortalecer a governação e a preservação da Amazónia, da bacia do Congo e das florestas no Sudeste Asiático.

Angola esteve representada pelo ministro das Relações Exteriores, Téte António, acompanhado da ministra do Ambiente, Ana Paula de Carvalho, e altos funcionários do MIREX.

“A Cimeira das Três Bacias de Ecossistema da Biodiversidade e das Florestas Tropicais é uma oportunidade para pôr em marcha um movimento histórico e iniciar a cooperação entre as três bacias”, disse Téte António, sobre o evento, que traçou estratégias, definiu programas e planos de investimento concertados para uma cooperação reforçada e estabeleceu uma plataforma de informação para troca de experiências.

Para além do presidente anfitrião, Denis Sassou N’Guesso, o evento teve a participação dos Chefes de Estado Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, Umaro Embaló, William Ruto, Carlos Vila Nova e Évariste Ndayishimiye.

As três bacias florestais tropicais do mundo são a do Congo, da Amazónia e do Bornéu-Mekong, no sudeste da Ásia. No seu conjunto, possuem 80% dos ecossistemas e dois terços da biodiversidade da planeta, entretanto, a rápida destruição está a libertar dióxido de carbono, que aquece o planeta, e a pôr em perigo as metas climáticas globais.

“Percebemos que unir forças é uma necessidade absoluta e reconhecemos que a iniciativa de unir as três bacias faz parte de uma dinâmica inevitável”, disse a ministra do Ambiente da República do Congo, Arlette Soudan Nonault.

Durante os três dias da cimeira em Brazzaville, especialistas e decisores políticos de países com florestas tropicais discutiram prioridades partilhadas antes das negociações climáticas da ONU COP28, no próximo mês. Examinaram diferentes mecanismos de financiamento para ajudar os países em desenvolvimento a preservar os seus importantes ecossistemas.

O encontro teve o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), da Comunidade Económica dos Estados Centro-Africanos (CEEAC), dos parceiros da Bacia do Congo e da Comissão das Florestas da África Central (COMIFAC).

Identificadas três espécies ameaçadas de extinção no Parque Nacional do Mayombe

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *