Connect with us

Destaque

Cidadãos que vandalizam locais de voto vão ser responsabilizados criminalmente

Published

on

Manuel Pereira da Silva sustentou que a deslocação de dísticos irá provocar embaraços aos eleitores sobre os locais previamente escolhidos para exercer o seu direito de voto, nas eleições de 23 de Agosto.

Pontualizou que actos de vandalismo de dísticos da CNE foram registados, no último fim de semana, na zona da Mulemba, distrito do Sambizanga.

De acordo com o responsável da CPE da capital, no fim-de-semana cidadãos desconhecidos deslocalizaram o dístico que sinaliza a Assembleia de Voto número 756, no largo do Cemitério da Mulemba, antigo 14, colocando-o no portão de entrada do referido “campo santo”. As fotos deste acto foram postadas nas redes sociais.

Por este facto, o responsável pede que os cidadãos se mantenham vigilantes, para que os dísticos não sejam retirados, de modo a evitar embaraços aos eleitores quanto ao local escolhido previamente.

Manuel da Silva disse que nas eleições de 2012, os locais de assembleias de voto não foram fixados com antecedência como acontece na preparação do escrutínio de Agosto de 2017.

Por isso, recomenda a todos os munícipes eleitores, para que possam salvaguardar os dísticos afixados nas variadas escolas e demais locais, tornando mais fácil o processo.

Informou que a nível de Luanda estão já afixados mil e 616 dísticos nos locais onde funcionarão as assembleias de voto.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas