Connect with us

Sociedade

Cidadãos pedem explicação dos Urinóis fechados na baixa de Luanda

Depois de ter merecido o louvor dos transeuntes, vendedores ambulantes, donos de lojas e gerentes de restaurantes que diariamente fazem a sua vida na Baixa de Luanda, eis que nos últimos dias tem se visto cidadãos a urinarem em paredes de casas, de escolas, até mesmo dos hospitais, tudo porque alguns urínois, vulgo casa de banho montadas, da baixa de Luanda, encontram-se fechados, e muitos cidadãos têm se questionado dos porquês.

Published

on

Numa ronda efectuada, pelo Correio da Kianda na baixa de Luanda, constatamos in loco, cidadãos a urinarem em algumas paredes ao ar livre.

Questionados, alguns alegam não haver locais para urinar, daí recorrerem em locais escondidos e com pouca gente para puder urinar.

Manuel Nfulumusso de vinte anos de idade, falando ao Correio da Kianda,  disse que várias vezes teve que usar locais públicos para a satisfação das suas necessidades fisiologicas.

“Eu assumo que várias vezes tive que fazer o uso de paredes públicas para urinar, porque era o único recurso que encontrei, visto que estava fora de casa e me senti muito aflito, se os  urinóis públicos espalhados pela cidade não tivessem fechados de certeza que eu não teria feito essa má acção”. Admitiu

Já António Manuel, estudante,  de 29 anos de idade, diz estar insatisfeito pelo facto dos urinóis estarem fechados, sem até agora encontrar uma explicação plausivel, segundo o mesmo, por estar a estudar na baixa de Luanda tinha sempre como recurso os urinóis sempre que precisa-se de fazer necessidade, mas agora que estão fechados, a solução passa pela rua.

“Eu lembro que já fiz o uso de urinóis, isso na marginal de Luanda, mas infelizmente eles já não estão lá, não sei onde foram parar, era bom porque facilitavam os populares, ao invés de fazer o uso de sítios públicos” Disse!

Fernando Mendes de 30 anos, deixa um apelo ao Governo da Provincia de Luanda, na possiblidade de se encontrar uma solução para o restabelecimento dos  Urinóis, ou como se diz muito por aí, as chamadas casas de banho montadas,   sob-pena das ruas de Luanda passarem a cheirar mal.

“séria bom que voltassemos a ter urinóis pela cidade de Luanda. Hoje, eu quase não vejo, os únicos que ainda são visíveis são os que estão no largo da Sagrada Família e da Maianga, mas também estão sempre fechados e ninguém consegue fazer o uso, séria bom que o Governo Provincíal de Luanda visse essa situação, porque a nossa cidade está mesmo a precisar, porque é visível que em algumas zonas da cidade sinais de urina no chão, e locais em que a pessoas quase não conseguem passar por causa do cheiro forte da urina” Lamentou!

O Correio da Kianda tentou ouvir o Governo da Provincia de Luanda, para uma possível declaração sobre o assunto, mas que não foi possível.

 

Reportagem de Evadineuza Pereira e António Sacuvaia

Colunistas