Connect with us

Sociedade

Cidadão chinês agredido até a morte por dois funcionários na Cidade da China

Published

on

Foi agredido até a morte, na Cidade da China, município de Viana, por dois funcionários, um cidadão chinês de 64 anos. Após o homicídio, os supostos trabalhadores levaram consigo 70 mil dólares norte-americanos e mais três milhões de kwanzas, que se encontravam no cofre existente no armazém.

A informação foi avançada pelo porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, Nestor Goubel, tendo adiantado que os homicidas encontram-se foragidos.

Nestor Goubel, diz tratar-se de dois trabalhadores do estabelecimento e um cúmplice, neste caso o motorista que fazia serviço de táxi privado.

De acordo com as informações prestadas pelo genro da vítima à polícia, o crime ocorreu esta quarta-feira quando o chinês estava no armazém de fardos que se encontra na nave 3, do bloco 09, a confeccionar o almoço do dia.

Sendo que por volta das 11 horas, após o genro notar que o sogro estava a demorar a preparar a refeição, começou a ligar, mas a vítima não atendia o telemóvel. Foi nesse momento que se deslocou ao local e se deparou com o cadáver da vítima estendido no chão.

Nestor Goubel acrescentou que “já conseguiram identificar o motorista de táxi privado que levou os homicidas até a um determinado local, que servirá de ponto de partida para localizá-los e detê-los”.