Connect with us

Sociedade

Cidadã chinesa detida por falsificação de documentos e transferências ilícitas de valores

Published

on

O Serviço de Investigação Criminal, através do seu Departamento de Combate aos Crimes Financeiros e Fiscais, deteve, no Distrito Urbano das Ingombotas, no bairro Miramar, em Luanda, uma cidadã de nacionalidade chinesa, conhecida por “Linda”, de 53 anos, pelos crimes de falsificação de documentos, concretamente vistos de trabalho, e transferências ilícitas de valores para o exterior do país.

Segundo uma nota de imprensa do Serviço de Investigação Criminal, enviada ao Correio da Kianda, a detenção da referida cidadã só foi possível, mediante um apurado trabalho de investigação em torno de um processo investigativo, em que vinha sendo seguida, desde Novembro deste ano, que culminou com a elaboração de mandados de busca, revista e apreensão afectos a um processo-crime.

Foram apreendidos no interior da sua residência dezoito passaportes todos de nacionalidade chinesa, dentre estes, cinco com vistos de trabalho falsos de várias empresas de direito angolano, doze blocos de facturação que comprovam as transferências ilícitas de valores realizados fora do circuito bancário, 119 modelos para vistos de estrangeiros e 239 talões de depósitos bancários.

Na sequência, diz a nota, foram ainda apreendidos valores monetários superiores a USD 15 mil dólares, três computadores e quatro máquinas de conferir valores.

A  cidadã chinesa agora detida, já foi presente ao Ministério Público, que  determinou a medida de prisão preventiva, tendo sido já encaminhada para a cadeia.

Por: Dumbo António