Connect with us

Sociedade

Chefe da esquadra e agente que disparou contra zungueira serão responsabilizados

Published

on

Um dia após os tumultos que aconteceram na Avenida 21 de Janeiro, no distrito do Rocha Pinto, envolvendo agentes da Policia e populares daquela zona, a Polícia em Luanda, chamou hoje a imprensa para falar sobre o caso.

Em conferência de imprensa realizada hoje no Comando Provincial de Luanda, a Polícia começou por pedir desculpas a sociedade pelo seucedido, lamentando o ocorrido, e acrescenta, que o tumulto terá sido originado por causa de um disparo mortal, protagonizado por um agente da Polícia que ja se encontra detido, contra uma cidadã em circunstâncias injustificadas, e ainda por esclarecer, mas com fortes indícios de inobservância dos princípios dos de actuação Policial e excesso de uso de força.

A mesma cidadã, que presume-se ser vendedora ambulante, depois de ter sido baleada por agente da Polícia, não terá sido socorrida de imediato pelos efectivos conforme avançou hoje a Polícia, e que os mesmos agentes terão abandonado a senhora e o local onde foi baleada, em busca de reforço, dada a hostilidade que se verificou no local, logo após a ocorrência.

A morte da Vendedora ambulante e o facto da mesma não ter sido socorrido em tempo útil para uma unidade hospitalar, provocou um sentimento de de revolta no seio da população daquela zona, que veio posteriormente gerar acções violentas contra os agentes da Policia.

A Policia diz terem sido detidos na mesma noite de ontem 12 de Março, vinte cidadãos com idades compreendidas entre 16 e 47 anos de idade supostamente envolvidos nos actos de vandalismo, e que para além destes, alguns efectivos da Polícia também ja se encontram detidos, e que caso sejam provados culpados poderam ser responsablizados criminalmente.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas