Connect with us

Sociedade

Chefe da brigada que dirigiu operação contra zungueiras em Luanda foi suspenso

Comissão Administrativa da Cidade de Luanda abe inquérito a acção considerada “de excesso de zelo”

Published

on

O responsável da brigada de fiscalização que, na segunda-feira, 3, dirigiu a operação contra as zungueiras no Mercado de São Paulo, na capital angolana, Paulo Gonçalves Diogo, foi suspenso pela Comissão Administrativa da Cidade de Luanda.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 5, pelo director do órgão, Francisco Andrade, em comunicado, no qual classifica a actuação de Diogo de “desobediência e de excesso de zelo”

Ele ficará suspenso enquanto decorrer um inquérito já em curso que, num prazo de três dias, deveapresentar um “relatório circunstanciado” sobre as razões que estiveram na base de tal prática.

“Uma vez confirmadas as suspeitas de excessos por parte dos efetivos, a Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, dará a conhecer que os prevaricadores serão punidos “de acordo com a lei”, escreve Francisco Andrade, que, no entanto, garante que “ninguém vai colocar em causa os nobres propósitos da Operação Resgate”.

Na segunda-feira, cerca de meia centena de zungueiras, como são conhecidas as vendedeiras de rua em Angola, marchou em direcção ao Palácio Presidencial em protesto pela acção da brigada de fiscalização e da polícia que apreendeu as suas mercadorias no Mercado de São Paulo.

As acções foram consideradas de violentas.

O protesto terminou quando as zungueiras tiveram a garantia, por parte da polícia, queos produtos confiscados serão devolvidos.

Fonte: VOA

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas