Connect with us

Sociedade

Cerca de 60 taxistas em julgamento sumário

Published

on

Um total de 58 taxistas da província de Luanda estão a ser, sumariamente, julgados desde está terça-feira, no tribunal Dona Ana Joaquim, na sequência dos actos de vandalismos ocorridos no primeiro dia da greve convocada pelas associações de táxis, em exigência das sua condição social.

Cerca 33 mil viaturas que fazem serviços de táxi em Luanda, ficaram paralisadas durante os dois dias da greve convocada pela ANATA, ATA e ATL.

Os 58 taxistas, entre motoristas, cobradores e secretários das três organizações, estão acusados de crimes de vandalismo, desacato entre outros.

Entretanto, em conferência de imprensa realizada na tarde desta terça-feira na mediateca do Cazenga, em Luanda, as três associações de taxistas anunciaram a suspensão da paralisação para dar lugar às conversações com o governo provincial de Luanda, conforme referiu Francisco Paciente.

Dos arguidos, de acordo ainda com aquele líder associativo, há associados que estão gravemente feridos, depois de torturados pelas autoridades policiais.

Dos actos de vandalismo que se verificaram na segunda feira, na zona do Benfica em Luanda, as três associações demarcam-se das responsabilidades, mas apelam a responsabilização criminal dos implicados directos.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas