Connect with us

Desporto

Catete: ministra da Juventude e Desportos festeja Natal Solidário com moradores do Tonhe-Xiri

Published

on

A ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento, festejou o Natal Solidário, nesta quarta-feira, 23, com os moradores da localidade de Tonhe-Xiri, comuna de Cassoneca, há 50 quilómetros de Catete, município de Icolo e Bengo, onde deixou promessas de “regressar em breve” para atender as preocupações apresentadas.

Para o Natal Solidário, Ana Paulo do Sacramento Neto levou àquela comunidade 150 cestas básicas, além de brindes confraternizados no evento com os cerca de 150 moradores do bairro de Tonhe-Xiri.

A ministra ofereceu ainda 150 kits de trabalho agrícola, composto por enxadas, catanas, pás, e machado, ainda um kit de serralharia e chaves de motorizadas de três rodas para o transporte de mercadorias.

Aos jovens à quem entregou equipamento desportivo, Ana Paula do Sacramento Neto apelou ao uso das redes sociais para fazer chegar junto das autoridades as suas opiniões sobre os problemas que lhes preocupam. “Se os chefes não chegam os jovens vão aos chefes por estas vias.

Têm aqui o representante da juventude, para trabalharem em união ara fazer chegar as vossas preocupações ao ministério da juventude e desportos para juntos trabalharmos e desenvolver esta localidade de Tonhe-Xiri, com base naquilo que os jovens nos propuserem a fazer nós vamos fazer”, disse a ministra.

Problemas sociais para atender

O administrador da comuna de Cassoneka, António Cafala, disse que a comunidade de Tonhe-Xiri enfrenta dificuldades para acesso aos serviços de saúde, pelo facto de o posto médico aí existente ter apenas uma enfermeira para as mais de 400 famílias que, entretanto, não é assalariada. A medicação é, segundo o administrador, a principal preocupação, por ser escassa e obrigar a que os doentes percorram 50 quilómetros até a vila de Catete, onde há farmácias.

A anciã Cristina António Quindongo, augura que seja instalada uma farmácia na comuna, porque “nós queremos que conforme que nós gastamos lá em Catete a comprar os medicamentos, nos metem só aqui para nós gastarmos aqui mesmo”, disse.

No capítulo da educação, uma escola com duas salas atende até à 4ª classe. José António e José Evaristo nasceram na comuna de Cassoneka há 14 e 13 anos. Depois de terminarem a 4ª classe foram obrigados a mudar-se para o município de Viana, há mais de 100 quilómetros, para dar continuidade aos estudos, residindo em casa de seus parentes. Segundo os meninos, por sinal primos, a situação económica tem criado imensas dificuldades para os pais.

“Aqui se tivesse a minha classe eu não podia ir viver na casa da minha tia”, disse José Evaristo, que estuda a 7ª classe num dos colégios do bairro Capalanga no município de Viana.

O administrador de Cassoneca, António Kafala, avançou que a escola no ensino primário tem apenas duas salas de água e um professor efectivo, que conta todos os anos com estagiários da escola da ADPP, que todos os anos envia à região os seus alunos para o estágio curricular. Avançou ainda que já advogaram junto da delegação municipal para que no próximo ano lectivo, a escola receba mais professores e passe a leccionar até a 6ª classe.

Outra preocupação da comunidade é a falta de energia eléctrica, água potável e a necessidade de melhoria da via que dá acesso a comuna.
A ministra Ana Paula do Sacramento Neto prometeu levar as preocupações aos respectivos órgãos a advogar o atendimento das preocupações dos populares de Tonhe-Xiri.

“Sabemos que a energia está há dez quilómetros, mas não chega aqui. A via para aqui chegar não está boa. É de difícil acesso. Recebemos um memorando dos jovens e nós vamos dar esse tratamento. A água está distante daqui. Nós vamos levar a mensagem aos nossos colegas, e trabalharmos neste sentido, prometeu, a ministra que entende que a história de Tonhe-Xiri não se deve apagar. Por isso, acrescentou que “em breve voltaremos para realizarmos o encontro inter-geracional com os jovens desta aldeia” e partilhar com os jovens de outras localidades da província de Luanda, a história da região.

Tonhe-Xiri é uma das localidades da comuna de Cassoneca, com dista 50 quilómetros da Vila de Catete, e tem uma população estimada em 1200 habitantes, que se dedica à agricultura de subsistência. É considerado histórico por ser local de nascimento de combatentes como o general Xieto, da primeira região político-militar das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (1)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (87)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (20)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD