Connect with us

Justiça

Caso Universal: “Vamos deixar a justiça tratar desta questão”, diz ministro

Redação

Published

on

Os últimos incidentes que envolveram pastores angolanos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola e brasileiros “vão merecer a atenção da justiça”, afirmou, na tarde desta segunda-feira, 13, o ministro das Relações Exteriores, Téte António.

Após uma audiência à porta fechada com o embaixador do Brasil em Angola, Paulino de Carvalho Neto, o ministro reafirmou que “os incidentes que ocorreram vão ser tratados no seu domínio”.

“Vamos deixar a justiça tratar desta questão”, sublinhou.

Segundo Téte António, em declarações publicadas pelo Jornal de Angola, “a relação com o Brasil é muito boa e nós separamos as coisas”. Angola e o Brasil, acrescentou, “mantêm relações de cooperação e amizade saudáveis, sólidas e históricas”.

Recentemente, pastores angolanos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) contestaram à direcção da denominação, de origem brasileira, exigindo reformas, com a tomada de controlo de alguns templos por pastores angolanos.

Téte António disse acreditar que os últimos incidentes não vão atrapalhar as relações diplomáticas entre os dois países.

“A relação com o Brasil é tão sólida que os incidentes de percurso que possam acontecer nos diferentes sectores das nossas sociedade não vão prejudicar esta relação tão boa, sólida e histórica”, sublinhou, em declarações publicadas pelo JA.

Ainda ontem, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, enviou uma carta ao presidente de Angola, João Lourenço, demonstrando preocupação e solicitando aumento da protecção a membros da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) no país.

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania