Connect with us

Sociedade

Caso insólito na província do Uíge: criança de 4 anos já ejacula

Published

on

Tem apenas 4 anos de idade, mas já possui uma altura de mais de um metro, calça número 39, pesa 38 quilos e começou a ejacular muito cedo. Trata-se de um caso insólito que está a comover a população do Uíge e a classe médica nacional.

De acordo com os pais do menino, que falaram para a Rádio Nacional de Angola, as mudanças da criança, a quem atribuíram nome de “pequeno gigante”, como é tratado, começaram nos primeiros anos de vida.

Foi aos 17 meses de vida, ou seja, com 1 ano e 5 meses, que os primeiros sinais começaram a aparecer. Endurecimento no pênis, ejaculação prematura e pêlos nos órgãos genitais,  foram os sinais, que ainda com um ano, começaram a surgir no “pequeno gigante” constituindo preocupação para os pais, que clamam por ajuda médica.

“Depois de um ano e alguns meses começamos a ver as primeiras ejaculações no nosso filho, e o rapaz quando acordava o pênis estava sempre erecto e as vezes você via que o menino está a ejacular, e começou a sair pelos nas axilas e nos órgãos muito cedo”, disse o pai à RNA.

Enquanto os pais mostram-se preocupados com a situação, Horácio Abreu, o avô do “menino gigante”, considerou o facto como um milagre divino.

“Isto são mesmo maravilhas de Deus, porque o miúdo, a força que ele representa, não é força de um miúdo, é mesmo força de um adulto”, afirmou.

Segundo o Director Provincial do Hospital do Uíge, trata-se de um caso que há muito tem sido acompanhado pela direcção hospitalar daquela província, que depois dos exames efectuados, isto, em 2018, concluiu-se tratar-se de um caso que cientificamente é chamado de  acromegalia.

“Esse distúrbio de crescimento deve-se ao excesso de produção de hormónio de crescimento, e nós pensamos que com essa dificuldade de dosagem de hormónios, em encaminhar o caso para Luanda”, fez saber.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Bráulio Gomes

    02/10/2021 at 8:48 pm

    Essa citação para nossa sociedade de momento é um pouco estranha, mas com apoio de Deus iremos dar uma solução para esse flagelo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *