Connect with us

Politica

CASA-CE repudia condenação de activistas detidos em Luanda

Published

on

A CASA-CE atirou-se esta sexta-feira, 22, contra a decisão do Tribunal de Comarca que condenou os activistas, detidos no último sábado, 16, em Luanda, depois de tentarem protestar contra as medidas que restringem a circulação de mototaxistas.

Em entrevista à Rádio Correio da Kianda, o Secretário Provincial da CSA-CE em Luanda, repudiou com veemência a condenação dos activistas Adolfo Campos, Tanaice Neutro e Gildo das Ruas, considerando a sentença proferida pelo Juiz da Causa, como sendo política.

Para Miguel Kimbenze, Secretário da CASA-CE na capital do país, o actual contexto da Justiça em Angola, tem sido fortemente influenciado pelo poder político, e afirma que o país precisa com urgência de inverter o quadro das  instituições do sector de Justiça.

“A manifestação é um direito consagrado na constituição da República de Angola. É chegada a hora de colocarmos um basta nas interferências do poder político nos tribunais, porque o momento actual que o sector da Justiça atravessa vem confirmar o que sempre temos denunciado, sobre a falta de separação de poderes”, disse, o político.

De recordar,  que os activistas foram detidos, na sequência  de um protesto contra a restrição de circulação de mototaxistas em ruas e avenidas de Luanda –  uma decisão do Governo Provincial de Luanda, que segundo o GPL, visa minimizar os riscos para os veículos e peões, bem como estabelecer regras para a melhoria do trânsito nas principais artérias da província da capital, e disciplinar o exercício desta actividade.