Connect with us

eleições

CASA-CE reforça estratégia interna com olhos fixos ao voto no estrangeiro

Published

on

A Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE) está a traçar as suas estratégias políticas a nível interno para melhor mobilizar os mais de 18 milhões de Angolanos que vão, pela primeira vez na história do país, votar a partir do exterior, nas eleições de 24 de Agosto.

De acordo com o presidente da CASA-CE Manuel Fernandes, disse ao Correio da Kianda, que a coligação que lidera está criar estratégia para conseguir maior número de votos no exterior.

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) revelou que foram inscrito de mais de 18 mil cidadãos habilitados a votar nas próximas eleições, nomeadamente nos países como Bélgica, Franca, República Democrática do Congo, Cabo Verde, Moçambique, Brasil e outros.

O líder da coligação disse que foi preciso redefinir a estratégia da CASA-CE, que inicialmente estava previsto, com a deslocação de Manuel Fernandes no exterior.

“Estava se criar uma agenda para uma digressão no estrangeiro de uma delegação presidencial para casar votos, mas o numero reduzido de possíveis votantes fez mudar de estratégia que será inteiramente da responsabilidade dos representantes da CASA-CE no exterior”, disse.

Manuel Fernandes disse que o principal foco da CASA-CE será de caça ao voto internamente sem desmerecer a importância do voto no exterior.

“Nas eleições é preciso saber traçar estratégias e sabe-se que as eleições de 24 de Agosto será bem disputada, invés de termos uma delegação nos países onde haverá eleições, vamos simplesmente fornecer programas e manifesto eleitoral da CASA-CE”, disse.