Connect with us

Politica

Carta de JES ao Tribunal leva juízes a interromperem a sessão

Published

on

Os juízes da Câmara Criminal do Tribunal Supremo, interroperam a sessão de hoje, terca-feira (18), devido as duvidas levantadas pelo Ministério Publico, sobre a autenticidade da carta com as declarações escritas do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos sobre o processo dos “500 milhões de dólares do BNA”, que confirma as declarações de Valter Filipe.

A decisão dos Juízes, e justificada pelo facto das declarações por carta de JES ao Tribunal Supremo, poder alterar de forma radical o decurso do julgamento, apesar do Ministério Publico (MP) avançar com a possibilidade de a carta assinada por José Eduardo dos Santos ser falsa.

Na carta, JES disse que nada foi feito de forma oculta ou as escondida como agora se pretende fazer crer, acrescentando que estavam em preparação os decretos presidenciais para a autorização e formalização desse processo.

A solicitação para ouvir José Eduardo dos Santos foi pedida pela defesa de ValterFilipe, ex-governador do BNA, que está a ser julgado com os coarguidos José Filomeno dos Santos, filho de José Eduardo dos Santos e antigo presidente do Fundo Soberano de Angola, o empresário Jorge Gaudens Sebastião e o diretor do departamento de gestão de reservas do BNA, António Samalia Bule Manuel.

Valter Filipe alega que apenas se limitou a cumprir ordens e a carta enviada ao ex-Presidente da República, a sua defesa pretende questionar JES sobre se, no seu entender, o ex-governador do banco central se “excedeu, ou não, no cumprimento do mandato que lhe foi conferido”. Durante a primeira sessão do julgamento, Valter Filipe sentiu-se mal e quase desmaiou, tendo acabado por ser transferido para o hospital, alegadamente por problemas de tensão arterial.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *