Connect with us

Politica

Capapinha defende expropriação de fazendas inoperantes

Redação

Published

on

O governador da província do Cuanza Sul, Job Castelo Capapinha, advogou nesta sexta feira, no Sumbe, a necessidade de aplicação do preceituado na Lei de Terras, que prevê expropriação de propriedades ociosas.

Job Capapinha falava na abertura da reunião do Presidente da República, João Lourenço, com os membros do governo provincial, no quadro da visita de trabalho de dois dias do Chefe de Estado angolano à província do Cuanza Sul.

Explicou que apesar destas fazendas agrícolas e terras aráveis terem sido legalmente atribuídas, encontram-se inoperantes.

Reafirmou a aposta do governo provincial do Cuanza Sul na agricultura e pecuária empresarial.

Apontou como prioritários o processamento da produção do café, arroz, soja, trigo, algodão e o fomento do palmar, de modo a gerar uma agricultura de grande escala para a exportação e abastecimento da indústria transformadora.

Anunciou que consta da sua agenda a transformação do município do Porto Amboim, num centro de pesca industrial e de comercialização de infra-estruturas e serviços de apoio à pesca, atraindo a indústria transformadora de produtos do mar.

O governador Job Capapinha fez, também, menção a pretensão de algumas obras por concluir na província, com ênfase para as infra-estruturas integradas no Sumbe, Porto Amboim, Gabela, Waco-Cungo e Kibala.

 

C/ Angop

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *