Connect with us

Sociedade

Candidatos reprovados ao concurso público na Província do Uíge convocam manifestação

Published

on

Um grupo de três centenas de cidadãos não apurados no último concurso público da educação na província do Uíge, prepara-se para sair à rua, no próximo sábado, para protestar, ao que consideram ter havido irregularidades no processo de preenchimento das mais de oitocentas vagas, das sete mil e quinhentas disponíveis no País para o presente concurso público.

De acordo com um dos candidatos não admitidos, contactado pelo Correio da Kianda, a referida manifestacão que tem como lema “ Com nota positiva não se reprova” visa contestar as alegadas injustiças, decorridas no processo.

Luís Ferreira Manzambi, disse ao Correio da Kianda, não entender como, enquanto candidato, ter tirado uma nota de dezasseis valores, mas ainda assim, acabou por não ser admitido, o que de acordo com o mesmo, vários candidatos com notas abaixo, viram os seus nomes apurados, o que acabou por criar um clima de insatisfacão e revolta de um número considerável de canditados com notas altas, mas que acabaram por não serem admitidos.

“ O número de candidato insatisfeitos é muito grande. Ultrapassa os 300. Não entendemos como é que pessoas com notas acima dos 17 não foram admitidos, e os de 12 e 14 acabaram por ser admitidos, esta é a razão da nossa saída à rua no próximo sábado. Disse! Apelando as autoridades para a necessidades de uma intervencão imediata.

Com a concentração marcada para as nove horas do próximo sábado, a manifestacão terá como ponto de partida o 11 de novembro, com previsão de chegar, segundo os reclamantes à Direcão Provincial da Educacão.