Connect with us

Sociedade

Camionistas ameaçam nova paralisação na fronteira com a RDC

Published

on

A Associação dos Transportadores Rodoviários de Mercadorias de Angola (ATROMA) diz-se agastada com o silêncio do governo angolano sobre a situação da fronteira com a República Democrática do Congo e ameaça uma nova paralisação, caso a situação não seja resolvida.

O representante da ATROMA, António Gavião, disse que na base está a situação dos camionistas que continuam a ser obrigados a pagar cerca de quatro mil dólares na fronteira, contra os 50 dólares que os camionistas congoleses pagam para entrar em território angolano.

Recordar, que na sequência da paralisação de três dias, em Fevereiro ultimo, os motoristas receberam a promessa de uma solução por parte do Governo angolano, em duas semanas, entretanto, passados dois meses, os mesmos não voltaram a ser contactados, pelo que ponderam cruzar os braços.

“Estamos a fazer tudo no sentido de termos reciprocidade das duas instituições aduaneiras, no sentido de não termos que fazer a paralisação, mas até o momento não temos resposta por parte do Governo angolano”, disse, António Gavião.

Greve dos camionistas: Angola e RDC unificam taxas aduaneiras na fronteira comum