Connect with us

Sociedade

Caça furtiva ameaça animais que regressam ao Parque do Luengue-Luiana

Published

on

O administrador do Parque Nacional do Luengue-Luiana, na província do Cuando Cubango, Miguel Savitula, disse esta segunda-feira, 22, à Rádio Correio da Kianda, que a insuficiência de fiscais ambientais e a falta de viaturas, estão a condicionar o patrulhamento em zonas consideradas especiais de conservação.

Savitula afirma que o seu pelouro necessita de pelo menos cinco viaturas e mais efectivos para travar a caça furtiva na localidade do bico de Angola, onde existe um crescimento das espécies da vida selvagem e parte delas estão em risco de extinção.

Localizado no município de Mavinga, o Parque Nacional do Luengue-Luiana tem uma área de 22,610 quilómetros quadrados e abriga várias espécies, com destaque para elefantes, dentre outros, que haviam fugido para países como Namíbia, Zâmbia e Botsuana durante a guerra e estão a regressar agora ao seu habitat natural.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *