Conecte-se agora

Lusofonia

Cabo Verde: PAICV anuncia Congresso para 2020 e eleição da nova direcção do partido para este ano

Redação

Publicados

on

cabo verde: paicv anuncia congresso para 2020 e eleição da nova direcção do partido para este ano - paicv 1 - Cabo Verde: PAICV anuncia Congresso para 2020 e eleição da nova direcção do partido para este ano

O PAICV, principal partido da oposição em Cabo Verde, reúne-se no seu XVI Congresso no primeiro trimestre de 2020, enquanto este ano será eleita a nova direcção do partido, anunciou hoje o porta-voz do Conselho Nacional (CN), Démis Lobo, que esteve reunido na cidade da Praia.

“O Conselho Nacional analisou e aprovou um plano de actividades que elege a formação dos militantes com vista a uma maior apropriação dos valores e princípios do PAICV à melhoria organizacional como elemento chave e crucial para os próximos tempos”, indicou, segundo a Inforpress, o porta-voz do CN do Partido Africando da Independência de Cabo Verde (oposição).

Segundo ele, os conselheiros entenderam apelar às estruturas do partido e seus militantes para começarem a “mobilizar-se no sentido de transformar o XVI Congresso do PAICV num momento alto e de debate do futuro do país”.

A questão do “centralismo excessivo” esteve também no centro das atenções dos membros do Conselho Nacional, órgão mais importante entre dois congressos.

Segundo a mesma fonte, o PAICV, disse Démis Lobo, defende uma “profunda reforma do Estado”, assim como uma “forte desconcentração” dos poderes que estão no Estado para junto das ilhas, das pessoas e das regiões.

“Entendemos que o essencial dessas reivindicações tem que ver com alguma necessidade que as populações sentem de se empoderar as regiões para que tenham a capacidade de decidir o seu futuro”, lançou o porta-voz do PAICV, acrescentando que o centralismo é um “problema real” que, para o seu partido, “deve ser enfrentado de frente”.

Na sua perspectiva, o actual Governo “descontinuou” as medidas que estavam a ser tomadas a nível da governação electrónica e “não tem qualquer visão para a reforma do Estado do país”.

“Em três anos, foi incapaz de apresentar um pacote de desconcentração dos poderes e das atribuições do Estado e da descentralização administrativa”, acentuou o dirigente do partido da “estrela negra”, sublinhando que, para tais medidas, o executivo de Ulisses Correia e Silva “não precisava necessariamente de fazer qualquer tipo de regionalização”.

 

C/ Asemana

 

Cabo Verde: PAICV anuncia Congresso para 2020 e eleição da nova direcção do partido para este ano

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (268)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (17)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (65)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (7)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação