Connect with us

Politica

Cabinda terá aterro sanitário orçado em quatro mil milhões de kwanzas

Published

on

A província de Cabinda vai ganhar, dentro de um ano, o seu primeiro aterro sanitário, com perspectiva para geração de energia eléctrica e novos postos de trabalho, situado na zona do Iêmen.

Ao discursar na cerimónia de lançamento da primeira pedra para a construção da infra-estrutura, a governadora de Cabinda, Mara Quiosa, revelou ser fundamental para mudar a imagem da província. Com a infra-estrutura, o governo de Cabinda vê-se na obrigação de construir postos de transferências de lixo ao longo dos bairros da província, tendo avançado que as empresas parceiras estão mobilizadas para participar do processo.

“Temos estado a dar também uma particular atenção à recolha dos resíduos comerciais, portanto temos estado a apelar as nossas superfícies comerciais a realizarem contratos com as operadoras no sentido de não verificarmos ao longo das nossas artérias aqui da cidade, resíduos comerciais”, disse Mara Quiosa.

Já o técnico provincial do meio ambiente de Cabinda, José Martins, disse que o futuro aterro sanitário terá uma capacidade industrial de transformar resíduos em adubos e a produzir energia eléctrica.

“Haverá muitas valências. É a implementação do aterro sanitário vai poder trazer muitos benefícios à população de Cabinda e especificamente a região onde está a ser instalado o mesmo aterro”, referiu, afirmando que novos postos de emprego para os jovens, produção de energia eléctrica constam das valências.

Disse ainda que parte do lixo a ser depositado no aterro será transformado em adubo.

Sobre a produção de energia eléctrica José Martins disse que em breve serão construídas usinas para a transformação do lixo, de forma a beneficiar a população local.

“Nós não estamos a fazer uma extensão do Iémen que nós temos do céu aberto, mas nós estamos a trazer um serviço que vai trazer muita diferença com o meio ambiente”, disse.

Sala de triagem, centro de tratamento e valorização dos resíduos, uma portaria com balança de pesados, edifícios administrativos, rampas de descarga, entalhador e duas salas de aterro, são os compartimentos que o aterro deverá ter.