Connect with us

Sociedade

Cabinda: administrador denuncia roubo de combustível do gerador da subestação de água de Cacongo

Published

on

O administrador do município de Cacongo, província de Cabinda, Armando do Carmo, denunciou o roubo de combustível do grupo gerador da Subestação de Tratamento de Água da região, o que pode condicionar a distribuição do líquido precioso.

O facto ocorre na comuna do Massabi, há 69 quilómetros da cidade de Cabinda, onde, de acordo com o responsável, cidadãos não identificados vandalizaram a janela da área técnica para roubar combustivel dos geradores.

“Alguns cidadãos foram sim, vandalizar a infraestrutura, mas com único objectivo de roubar combustível. Partiram as janelas da zona técnica para buscar os recipientes, onde temos os produtos utilizados do tratamento da água, cloro, despejaram para pegar em recipientes para subtrair o combustível que abastece o gerador, que fornece energia para o nosso sistema”, disse.

Armando do Carmo disse que é um fenómeno que está já a ser combatido pelas autoridades do município, sublinhando que os cidadãos que assim procederam, “não foram exactamente vandalizar o sistema”, mas apenas roubar combustível, para fins diversos.

O administrador disse que a população local já foi sensibilizada no sentido de manter vigilância sobre a infraestrutura que serve a todos.

Uma das medidas que, segundo Armando do Carmo, ajudam a manter vigilância é a iluminação pública da zona.

O administrador mostrou-se, entretanto, preocupado com a vandalização de cabos de electricidade e dos postos de iluminação pública que já vem sendo observadas na região.

“Sabemos que nas aldeias a população é mais unida, é mais protectora, esse fenómeno está a chegar até às aldeias o que nós preocupa”, disse, garantido a criação de condições para pôr cobro à situação.

Colunistas