Connect with us

Mundo

Brasil: Polícia desarticula grupo ligado ao tráfico de cocaína para a África

Published

on

A Polícia Federal (PF) brasileira desarticulou ontem um grupo ligado ao tráfico de cocaína para o continente africano, tendo cumprido 10 mandados de busca, um de prisão preventiva e sete de prisão temporária em três estados.

Cerca de 50 polícias federais foram destacados para a operação, denominada Coroa, e deram cumprimento aos mandados nas cidades de Itajaí, Camboriú, Navegantes e Penha, no estado de Santa Catarina, além de Salvador e Porto Seguro no estado da Bahia, e Guarujá, em São Paulo.

A operação de ontem deu continuidade a uma investigação instaurada em Julho, para desarticulação de um grupo responsável pelo tráfico de 2,8 toneladas de cocaína. Na ocasião, sete pessoas foram presas em flagrante após a intercetação de uma embarcação pesqueira na foz do rio Itajaí.

“O aprofundamento das investigações permitiu identificar que o destino da droga era o continente africano, num ponto marítimo próximo da costa da Namíbia, onde possivelmente aconteceria o transbordo da droga para outra embarcação”, explicou a PF em comunicado.

Após a acção policial em Julho, a corporação conseguiu identificar a participação de mais oito pessoas envolvidas no financiamento das ações criminosas e na logística de transporte da droga até à embarcação, que acabaram também detidas.

Até ao momento, as investigações já possibilitaram a apreensão de mais de 1,6 milhões de reais (260 mil euros) em património da organização. Esses bens serão leiloados e o dinheiro arrecadado reverterá para ações de prevenção contra o uso e tráfico de drogas.

“Os investigados responderão pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico, com previsão de três a 15 anos de prisão, além da perda dos bens utilizados nas ações criminosas”, esclareceu a PF.

Numa outra operação da PF, no Aeroporto Internacional de São Paulo, os agentes policiais apreenderam na quarta-feira mais de 11 quilogramas de cocaína oculta em peças de roupa, também com destino ao continente africano.

Os polícias federais, que fiscalizavam e entrevistavam aleatoriamente passageiros na fila do ‘check-in’ de um voo com destino a Addis Ababa, na Etiópia, detiveram um homem, nacional de Gâmbia e que se encontrava no Brasil na condição de solicitante de refúgio, com a droga oculta em 29 camisas.

O destino final do passageiro era a Guiné-Conacri.

O homem “será apresentado à Justiça Federal, onde responderá pelo crime de tráfico internacional de drogas”, indicou a PF em comunicado.

Por Lusa

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (18)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (89)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania