Connect with us

Mundo

Brasil: Lula da Silva afirma que ficará apenas um mandato se vencer Bolsonaro

Published

on

O ex-presidente e candidato ao cargo máximo do executivo do Brasil, Luíz Inácio Lula da Silva, afimou, nesta sexta-feira, que não tentará a reeleição para um segundo mandato, se vencer as presidenciais de Outubro contra o actual governante brasileiro, Jair Bolsonaro.

Luiz Inácio Lula da Silva, 76 anos, lidera as sondagens de intenção de voto que têm sido divulgadas naquele país sul-americano. Em entrevista à rádio Metrópole afirmou que se vencer as presidenciais, “só tem” quatro anos para “consertar” o país da situação deixada pelo Governo Bolsonaro.

O líder do progressista Partido dos Trabalhadores (PT), que governou o Brasil entre 2003 e 2010, afirmou que sonha em entregar o cargo a outra pessoa em 2026.

“Sonho todos os dias que quando 31 de dezembro de 2026 chegar, vamos entregar o mandato a outra pessoa, o país estará bem”, assegurou o ex-presidente brasileiro.

Segundo Lula da Silva, até lá o Brasil terá jovens na disputa eleitoral. “Em quatro anos, teremos jovens disputando eleições. Serão jovens candidatos à Presidência. O que eu quero é sair do país preparado, quero lutar contra a fome, a miséria e a pobreza. Queremos gerar emprego, reduzir a inflação e aumentar os salários”, acrescentou.

Segundo sondagens de intenção de voto, Lula da Silva mantém ampla vantagem sobre Jair Bolsonaro e pode até vencer as eleições na primeira volta, marcada para 02 de outubro.

A mais recente sondagem divulgada pelo Instituto Datafolha dá ao candidato progressista 47% das intenções de voto, contra 28% de pessoas que declararam intenção de votar em Bolsonaro.