Connect with us

Economia

BNA encerra Banco Kwanza por falta de fundo para continuar

Published

on

O Banco Nacional de Angola revogou, nesta segunda-feira, 18, em reunião extraordinária a licença do Banco Kwanza Invest, por considerar não possuir fundo suficiente, exigido por lei para continuar com a actividade bancária.

A informação foi divulgada hoje no site do banco central angolano e justificado como estando enquadrado nas atribuições do banco central, enquanto supervisor do sistema financeiro.

O Banco Nacional de Angola comunica que a insuficiência de fundos próprios regulamentares estiveram na base, por se constituir requisito necessário à continuidade da actividade bancária, nos termos da Lei de Bases das Instituições Financeiras.

Face a situação, adianta o edital, “o Banco Nacional de Angola dará sequência da decisão, com a solicitação ao Digno Procurador Geral da República, da declaração de falência do Banco Kwanza Investimento, (BKI) junto do Tribunal Provincial de Luanda”, em conformidade com n.º 1 do artigo 135.º da Lei de Bases das Instituições Financeiras.

Aos clientes do Banco Kwanza Investe o BNA informa que têm que até ao dia 31 Janeiro de 2021, para resolver os assuntos de sua natureza, através do vários canais disponíveis “nomeadamente a agência sede, rede Multicaixa, Internet e mobile banking para efeitos de levantamentos e transferências dos respectivos saldos”.

Recomenda ainda a todos os clientes a serenidade e que não se precipitem, evitando ” aglomerações desnecessárias”.

O Banco Kwanza Invest tem como principal accionista com 80% o suíço-angolano Jean-Claude Bastos de Morais.

Em 2018 começou a registar declínio, quando uma auditoria detectou a fuga de 50% dos depósitos dos clientes, ao passo que no exercício Económico de 2019 registou perdas líquidas na ordem de 515 milhões de kwanzas.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *