Connect with us

Economia

BNA multa BPC e Caixa Angola em quase 500 milhões de kwanzas cada

Published

on

O Banco Nacional de Angola multou o Banco Caixa Geral Angola e o Banco de Poupança e Crédito em quase 500 milhões de kwanzas cada por infracções cometidas no ano de 2021.

O BNA refere em comunicado que a decisão é resultante do “Plano de Inspecções às Instituições Financeiras Bancárias, por infrações reportadas ao ano de 2021, em sede de Prevenção e Combate ao Branqueamento de Capitais, que instaurou processos sancionatórios” contra as duas Instituições Financeiras Bancárias.

Assim sendo, foram aplicadas sanções pecuniárias no montante de Kz 456 458 000,00 (quatrocentos e cinquenta e seis milhões, e quatrocentos e cinquenta e oito mil Kwanzas) ao BPC e ao BCGA.

O comunicado não lista as infracções cometidas por estas instituições financeiras, contudo, segundo cita o jornal Expansão, tal sanção, “de acordo com a Lei do Regime Geral das Instituições Financeiras, é aplicada aos casos de práticas de uma ou mais contravenções graves ou muito graves”.

O jornal económico ressalta que “as insuficiências detectadas são relativas à abertura de contas e não a operações de transferência de dinheiro. Isto porque no banco, até há poucos anos, não havia uma cultura de actualização de contas nem a responsabilidade no acto de abertura de contas de exigir toda a informação do cliente como o endereço, a origem dos rendimentos, o NIF, a actividade económica”, sendo que “isto aconteceu durante décadas”, cita a fonte ouvida pelo Expansão.