Connect with us

Politica

Bienal de Luanda: visita a locais históricos marca encerramento do evento internacional

Published

on

O último dia da Bienal de Luanda ficou marcado por visitas aos locais históricos da cidade capital, com realce para o Memorial Agostinho Neto, o Palácio de Ferro e o Museu Nacional de Historia Militar.

O evento, que decorreu sob o lema “Educação, Cultura de Paz e Cidadania Africana como Ferramentas para o Desenvolvimento do Continente”, foi aberto, na quarta-feira, pelo Presidente da República, João Lourenço.

Durante a visita, o jovem argelino Hakim Benbadra, um dos delegados do Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz e Não-violência, disse estar impressionado com a história de Angola, e ressaltou que a terceira edição da bienal foi uma oportunidade de conexão para os jovens.

Após o encerramento do fórum de debates, a Ministra de Estado para Área Social, Dalva Ringote, afirmou que a Bienal de Luanda é a concretização assumida pelo Chefe de Estado angolano enquanto Campeão da Paz e da Reconciliação da União Africana.

Segundo Dalva Ringote, do evento conseguiu-se tirar lições positivas, sobre a inclusão dos jovens nos processos de decisão das políticas públicas.

Colunistas