Connect with us

Mundo

Biden anuncia 500 novas sanções à Rússia após morte de Navalny

Published

on

O governo norte-americano anunciou mais de 500 novas sanções contra a Rússia, devido à invasão da Ucrânia e na sequência da morte do principal opositor russo, Alexei Navalny.

O presidente Joe Biden, segundo cita a imprensa internacional, disse que as sanções terão como alvo indivíduos ligados à prisão onde morreu Alexei Navalny e à máquina de guerra da Rússia.

As novas medidas, disse Biden, “vão garantir que Putin pague um preço ainda mais alto pela sua agressão no estrangeiro e repressão interna”.

Lembrar que, a mãe do político da oposição que morreu na cadeia a semana passada, exige justiça por intermédio de um processo judicial apresentado as autoridades russas, para acelerarem a entrega dos restos mortais á família. Entretanto, o tribunal promete realizar uma audiência à portas fechadas, no dia 04 de Março.

O recurso contra “a falta de iniciativa do Comité de Investigação Russo” na questão da entrega do corpo do opositor à família foi apresentado depois de a mãe de Navalny ter enviado uma carta dirigida ao chefe de Estado.

O político russo morreu subitamente no dia 16 de Fevereiro numa prisão do Ártico.

Sabe-se que a viúva de Navalny, Yulia Navalnaya, e apoiantes acusam directamente o Presidente Vladimir Putin de ter ordenado o assassinato do principal adversário político russo.