Connect with us

Sociedade

Benguela: Mulheres zungueiras recebem formação sobre literacia financeira

Published

on

Várias mulheres, que se dedicam à venda ambulante, na província de Benguela, vulgo Zungueiras, participam, desde a passada quinta-feira, 11, de acção de formação sobre literacia financeira, promovida pela Fundação BAI e AIPA, enquadrado no projecto SER +.

A formação, que teve início a 11 de Maio corrente abrange igualmente actividades práticas de transformação alimentar.
Os dois primeiros dias foram reservados à sessões de Apresentação do projecto Ser + e formação às entidades públicas e privadas, que decorreu das 08h30 às 12h30, no anfiteatro do Instituto Politécnico BG 1020 – Industrial. Para o dia 15 de Maio, segunda-feira estão reservadas visitas guiadas com as zungueiras à diversas instituições públicas.

De acordo com o programa, de 16 a 31 de Maio acontece a formação em si, dirigida às mulheres zungueiras, no anfiteatro do Instituto Politécnico BG 1020 – Industrial.
Já no próximo mês de junho, e nos dias 1.º e 2 acontece acções de, Sensibilização em quatro escolas da província de Benguela sobre a venda ambulante e literacia financeira.

Sobre o Projecto SER +

Enquadrado no pilar da educação da Fundação BAI, o Projecto SER + é destinado a vendedoras do mercado informal e tem como objectivo capacitar as mulheres zungueiras com acções de formação, que abordem temas como cidadania, empreendedorismo, gestão de conflitos, direitos e deveres, violência doméstica e transformação alimentar. O programa de formação foi desenvolvido em parceria com autoridades e parceiros locais, garantindo uma abordagem adequada às necessidades das mulheres da região.

O projecto busca dar às senhoras competências necessárias para administrarem as suas finanças, de forma mais eficaz e melhorarem a condição de vida das respectivas famílias.

Além da formação em literacia financeira, o projecto incluiu também actividades práticas de transformação alimentar, como o preparo de alimentos e a criação de receitas saudáveis a partir dos produtos vendidos pelas mesmas. Estas acções visam o aumento de renda das mesmas; incentivar o reaproveitamento dos alimentos e a criação de hábitos de uma alimentação mais saudável.