Conecte-se agora

Sociedade

Benguela: Índice de prostituição na Praia Morena cresce todos os dias

António Sacuvaia

Publicados

on

benguela: Índice de prostituição na praia morena cresce todos os dias - praia morena - Benguela: Índice de prostituição na Praia Morena cresce todos os dias

Moradores da GOA, um bairro adjacente a Praia-Morena, manifestaram-se ao Correio da Kianda, preocupados, com o aumento do índice de prostituição, que se regista em determinados locais daquela Praia, sobretudo no período nocturno.

Os arredores da Praia Morena em Benguela, tem estado a transformar-se em locais de Prostituição, Onde, até menores de Idade entraram no negócio, com pretextos de estarem a prostituir-se por falta de emprego na Provincia.

A constacão, foi feita por uma equipa de Reportagem do Correio da Kianda que passou por aquelas paragens de Benguela, e conversou com algumas delas.

Teresa Alice, nome fictício, foi das primeiras com quem conversamos. De apenas 16 anos, apesar de ter um corpo desenvolvido, Teresa diz não gostar de revelar a sua idade a pessoas estranhas, por medo de ser detida, mas conta ter entrado no Mundo da Prostituição há mais de um ano, ou seja, desde os seus 15 anos que a adolescente prostitui-se, a trocos de valores monetários, alegadamente para sustentabilidade do seu filho.

“ Eu estou aqui a fazer este trabalho desde 2015, e só faço isto porque não tenho por onde tirar dinheiro para sustentar meu filho que o tal Pai até agora não sei se anda a onde, e me abandonou quando fiquei Gravida. Explica!

Dionisia Henrrique, também nome fictício, uma jovem que diz ter os seus 22 anos, diz morar no Bairro Calossombecua, uma zona , que dista há mais de 20 Quilómetros da Praia morena, mas conta que todos os dias desloca-se aquela Praia com o intuito de prostituir-se para susntentar a sua família, e acrescenta que aos finais de semana e feriados, têm sido os dias mais rentáveis, em função dos turistas que lá aparecem.

“ Eu não estou aqui a muito tempo, comecei agora, e a primeira vez que experimentei me senti mal, mas depois me habituei. Só faço isso porque não tenho por onde tirar dinheiro para sustentar os meus dois filhos.

Venho aqui todos os dias, mas nos sábado e domingo e as vezes nos feriados, são os dias que mais faço dinheiro. Conta!

Símbolo maior da cidade das acácias rubras, a prostituição na Praia Morena nem sempre está ao alcance da Polícia, que procuram estar mais próximo de locais com maior concentração de pessoas, para garantir segurança, conforme contou-nos uma das moradoras do bairro da GOA.

“Aqui a Polícia passa, mas nem sempre está aqui. E estas moças fazem isso ali mesmo na beira, e as vezes ali mais em enfrente onde está escuro, mas a outras que alguns turistas quando vêm aqui só lhes levam já e fazer noutros sítios, principalmente aos fins-de-semana. Explica!

Para além da Praia Morena, outro local conhecido como o ponto da prostituição, é a praia do Campismo, onde o negócio do sexo é feito em autocarros avariados que lá se encontram

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (220)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (12)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (58)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD