Connect with us

Sociedade

Bengo: três cidadãos detidos por roubo de 15 sacos de açucar em viatura na via pública

Published

on

A Polícia Nacional no Bengo, através do seu Departamento de Investigação de Ilícitos Penais (DIIP), desmantelou neste final de semana, uma rede de criminosos acusada na prática de vários crimes, com destaque para  roubos qualificado de valores monetários e em residências, com recurso à arma branca, furtos e burla. três dos detidos foi por roubo de 15 sacos de açucar em uma viatura na via pública.

No total são oito cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 22 e os 28 anos, detidos durante uma micro-operação que incidiu sobre os bairros da Kissomera, região do Panguila, Barra do Dande, Musseque Kikoca e Caxito, na província do Bengo.

Três dos cidadãos detidos são acusados de roubo qualificado no bairro da Kissomera no pretérito dia 15 deste mês, onde terão surpreendidos uma família no interior de uma residência com recurso à arma branca (catana), com recurso a espancamento exigiram a entrega de 48.000 Kwanzas e colocaram-se em fuga.

De acordo com a polícia, após um trabalho de inteligência policial os mesmos foram detidos.

Está também detido um cidadão suposto burlador, que terá recebido valores monetários de 600.000 Kwanzas, de um cidadão na localidade do Musseterque Kikoca, para enquadramento na Polícia Nacional, na cidade de Caxito.

As forças do DIIP detiveram, igualmente, um cidadão de 22 anos, integrante de um grupo de supostos meliantes que esteve envolvido em um assalto à mão armada numa Padaria no bairro Bangawé, assim como, a detenção de três cidadãos nacionais de 20 e 24 anos, durante uma sequência investigativa, por furto de 15 sacos açúcar, ocorrido no dia 30 de junho de 2022, na comuna da Barra do Dande, que eram transportados abordo de uma viatura Mercedes cor branca com a chapa de matrícula CGO 68–24 AS, que circulava no troço rodoviário do Desvio da Barra do Dande, concretamente na Angoflex.

Durante a  operação as forças do DIIP recuperaram o selo electrónico da AGT/Luanda, que havia sido furtado pelos meliantes na via pública, bem como de outros bens.