Connect with us

Sociedade

Bengo: jovem mata namorada em véspera do noivado depois desta procurar por quimbandeiro

Published

on

Um jovem está a ser acusado de matar a própria namorada, a poucos meses da cerimónia de noivado, no bairro do Panguila, na província do Bengo.

O jovem, de acordo com os factos, há já algum tempo que pretendia romper com a relação, quando já o casal tinha as contas e datas acertadas para o noivado. A mãe da malograda conta que o jovem andou dois meses desaparecido do convívio de todos sem qualquer justificação.

Durante este período, para contornar a pretensão do companheiro, a jovem entendeu recorrer a um quimbandeiro, para salvar a relação. A irmã contou que a vítima era apaixonada pelo companheira e estava disposta a formar família com o acusado.

Segundo o porta-voz do SIC na província do Bengo, Miguel Correia, ao descobrir a acção da namorada o jovem ficou enfurecido e acabou por cometer o crime.

“Os factos terão acontecido em circunstâncias em que terão se desentendido e o agressor pegou num pau e desferiu três vezes na cabeça da vítima. Desacordada, amarrou os membros inferiores e superiores da vítima, assim como também amarrou um pedaço do lençol à boca da vítima para que ela não gritasse pedindo socorro e ateou fogo no colchão”, disse, acrescentando que o jovem tentou ainda simular um incêndio.

“Ele pegou na botija de gás butano, abriu, aquilo começou a vazar o gás para que em função das chamas, aquilo pudesse explodir e fazer parecer que se tratou dum incidente ou dum acidente por incêndio”, afirmou, o porta voz do Serviço de Investigação Criminal no Bengo, avançando que após denúncias, o cidadão foi detido.