Connect with us

Politica

Benedito Daniel volta levantar a bandeira do Federalismo e promete acabar com assimetrias regionais

Published

on

Num em encontro que juntou cerca de 40 jornalistas de diferentes órgãos de comunicação social públicos e privados, o presidente do Partido de Renovação Social-PRS, Benedito Daniel, salientou nesta sexta-feira, 08, a necessidade do país abandonar o Estado unitário e optar pelo federalismo.

O líder do PRS disse que o seu partido promete reformas profundas no país caso vença as eleições gerais de 2022.

“Na qualidade de renovadores sociais trouxemos para os angolanos um projecto político que quando votarem em nós levará para o país as reformas profundas que permitirão autonomia das províncias.

Benedito Daniel disse ainda que no seu governo os governadores provinciais serão eleitos, apresentando aos angolanos uma proposta de um Estado na forma Federal. O político começou por esclarecer que neste sistema, as principais características é a descentralização política e a partilha de poder em que cada ente da federação detém competências próprias e encontra o seu fundamento na constituição.

O Presidente do PRS realçou que nesta forma de Estado os níveis de autonomias são muitos, permitindo a eliminação das actuais assimetrias regionais. Acrescenta que os angolanos terão que escolher localmente quem vai governar as províncias, os seus governadores e quem vai administrar os seus municípios.

O também deputado a Assembleia Nacional, enfatizou que no governo do PRS os cidadãos farão parte da solução e “na forma actual de Estado unitário não é possível, por isso achamos que só mesmo na forma de Estado Federal pode se tornar possível”.

Benedito Daniel diz que no Estado unitário, o poder está concentrado no governo central, e é o governo central que dita às regras, sublinhando que pela dimensão territorial do país, o Estado recomendado é na forma Federal.