Connect with us

Sociedade

Bebé raptado da maternidade resgatado no Cunhinga

Published

on

Uma criança de três meses de vida, que havia sido dada como desaparecida da Maternidade do Cuito (Bié), em Março do ano em curso (2018), foi resgatada de uma suposta raptora, domingo último, no município do Cunhinga, 30 quilómetros a norte desta cidade, pelos Serviços de Investigação Criminal (SIC).

Em declarações hoje, segunda-feira, à Angop, na cidade do Cuito, o director provincial do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do MININT no Bié, Daniel Capingala, informou que a suposta raptora, durante nove meses, simulou gravidez ao usar alguns objectos para avulumar a parte abdominal.

Desde a data do acontecimento, assegurou, a Polícia Nacional do Bié, através do SIC, empenhou-se em diligências, comunicando e orientando a população, fundamentalmente as autoridades tradicionais e religiosas a nível da província, que prontamente efectuaram a denúncia que facilitou a localização da cidadã raptora.

Este é o primeiro caso de género que acontece este ano na região planáltica do Bié.

De acordo com a progenitora, Aurélia Jamba, de 21 anos de idade, que teve o parto por cesariana, a acção aconteceu no passado dia 22 de Março, um dia depois de ter dado a luz.

Salientou que estava sem companhia de um familiar e sentindo-se incapacitada, em função das dores do parto, pediu auxílio a sua companheira de enfermaria para ajudá-la a trocar fralda, mas por descuido seu a senhora desapareceu do quarto com a criança.

A acusada  já está a contas com a justiça.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *