Connect with us

Justiça

Bancos portugueses processam Isabel dos Santos. Ação conjunta reclama 17 milhões de euros

Published

on

O Banco Comercial Português ( BCP)e o Novo Banco colocaram um processo contra Isabel dos Santos e duas das suas empresas, a Santoro e a Finisantoro, acionistas do Eurobic. A ação comum tem associada um montante de 17,4 milhões de euros.

A ação foi distribuída no Tribunal da Comarca de Lisboa esta quarta-feira, segundo o portal Citius, citado pelo Jornal Português, “Expresso”. A  investidora angolana, detém uma participação de 42,5% no capital Eurobic, 25% através da Santoro Financial Holdings e 17,5% através da Finisantoro Holding Limited. Essas posições estão arrestadas pela justiça.

A posição da Santoro foi criada em 2008, na constituição do banco. Em 2014, a empresária reforçou o seu peso através da Finisantoro. Estas são posições que tenta vender, no âmbito do processo que se iniciou em 2020, por imposição do Banco de Portugal, devido ao Luanda Leaks. O grupo espanhol Abanca é o comprador.

Esta é a quarta ação em que Isabel dos Santos é visada diretamente. Já houve dois processos de execução, um deles levado a cabo pelos três grandes bancos credores de Isabel dos Santos (CGD, Novo Banco e BCP) e outro apenas pela Caixa.

A banca portuguesa concedeu créditos de 570 milhões de euros às empresas de Isabel dos Santos, sendo que mais de metade do valor estava concentrado em três bancos, não identificados. Em fevereiro de 2020, a investidora afirmou que daquele montante apenas estava por reembolsar um total de 180 milhões de euros.

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: Bancos portugueses processam Isabel dos Santos. Ação conjunta reclama 17 milhões de euros - Correio da Kianda - Compra e Venda Aqui

  2. Maurício Borges

    22/07/2022 at 7:09 am

    O facto de ela ter cidadania russa, adicionado as repercussões que a guerra da Rússia na Ucrânia no conjunto das economias europeias;face os contornos políticos da morte de JES e,aos interesses de Portugal neste imbróglio, a Isabel é certamente uma carta do baralho indispensável nas jogadas do tabuleiro Angola-Prtugal-UE-Russia.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas