Connect with us

Politica

Barcelona: PR da Guiné-Bissau apresenta condolências a José Eduardo dos Santos

Published

on

O presidente da Guiné Bissau, Umaro Sissoco Embaló, apresentou hoje ao ex-chefe de Estado angolano José Eduardo dos Santos, em Barcelona, as condolências pela morte do seu genro Sindika Dokolo, marido da sua filha Isabel dos Santos.

Sindika Dokolo, de 48 anos, morreu quinta-feira no Dubai, enquanto praticava mergulho.

“A apresentação das condolências aconteceu ao fim da tarde de hoje em Barcelona, onde se encontra a viver de momento José Eduardo Santos, no âmbito da visita privada de Umaro Sissoco Embaló a Espanha”, refere uma nota enviada à Lusa pelo gabinete do presidente guineense.

Na mesma nota, o gabinete de Umaro Sissoco Embaló explica que durante o encontro o presidente guineense e o antigo chefe de Estado angolano trocaram “impressões” sobre a situação em África e “nos dois países em particular”.

“Umaro Sissoco Embaló aproveitou para informar José Eduardo dos Santos sobre a trasladação a 16 de Novembro, dia das Forças Armadas [da Guiné-Bissau], dos restos mortais de Nino Vieira do cemitério municipal de Bissau para a fortaleza de Amura”, sede do Estado-Maior General das Forças Armadas guineense.

Segundo a nota, José Eduardo dos Santos reconheceu a importância de João Bernardo “Nino” Vieira no processo de libertação da Guiné Bissau.

João Bernardo “Nino” Vieira, o primeiro presidente eleito democraticamente na Guiné Bissau, foi assassinado em Março de 2009.

PAIGC

Na quarta-feira, o presidente João Lourenço e a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, receberam em audiência o presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, opositor de Umaro Sissoco Embaló.

João Lourenço analisou com o líder do PAIGC a actual situação política na Guiné Bissau.

“A situação política na Guiné Bissau exige um acompanhamento, sobretudo, dos principais parceiros e amigos de que Angola faz parte”, afirmou o político guineense, em declarações à imprensa.

Destacou a pronta disponibilidade do Chefe de Estado em ouvir, compreender e acompanhar a situação da Guiné Bissau, que Domingos Simões Pereira considerou “complexa”.

Por Lusa com Correio da Kianda

https://correiokianda.info/situacao-politica-na-guine-bissau-exige-um-acompanhamento-diz-lider-do-paigc/

Colunistas