Connect with us

Economia

Banco britânico financia com 415 milhões de euros obras públicas em Benguela

Published

on

Várias obras de infra-estruturas públicas em quatro cidades da província de Benguela, que estão paralisadas há vários anos, vão arrancar dentro de um mês, com os 415 milhões de euros financiados pelo Banco Britânico.

Nesta terça-feira, o governador de Benguela, Luís Nunes, visitou as várias futuras infra-estruturas, com vista ao seu arranque dentro de 30 dias.

A visita do governador às infra-estruturas é na sequência do desbloqueio, em Dezembro de 2023, do valor do financiamento e do pagamento das primeiras facturas às empreiteiras na segunda-feira, 1 de Abril.

Tratam-se do projecto habitacional juvenil, vias de comunicação, hospitais, escolas, estação de tratamento de Água, Postos de Transformação de Energia Eléctrica, entre outros, que estão a ser erguidos nas cidades de Benguela, Catumbela e Baia Farta.

“Nós queremos a conclusão o mais rápido possível para estar a disposição da nossa população”, afirmou Luís Nunes.

No município da Catumbela está a ser erguido uma unidade hospitalar, que também recebeu a comitiva do governador.

A administradora Cátia Teixeira disse que quando concluída, a infra-estrutura vai trazer valências às populações da sua circunscrição.

“É uma mais valia para o nosso município, visto que o nosso município carece de algumas valências que este hospital traz. Portanto estamos na expectativa de que vamos minimizar aquelas dificuldades que temos enfrentados no sector da saúde”. No sector social, Cátia Teixeira disse que a sua administração tem tido uma colaboração e cooperação com o centro de emprego do Lobito e que tem resultado na redução do índice de desemprego no seio da juventude.

Outras infra-estruturas em construção em Benguela são o futuro Centro Regional Ortopédico, no Bairro Quioje, a Casa da Juventude em Dombe Grande, entre outras.