Conecte-se agora

Economia

Banco BNI prepara fusão com Finibanco

O banco BNI considerou que o início das negociações com o Finibanco com vista a uma eventual fusão, hoje anunciada, permitirá criar, se houver acordo, uma instituição financeira “mais robusta e preparada” para os desafios da economia angolana.

Redação

Publicados

on

banco bni prepara fusão com finibanco - Design sem nome 30 - Banco BNI prepara fusão com Finibanco

Num comunicado enviado à agência Lusa, o Banco de Negócios Internacional (BNI) sustenta tratar-se de um processo que vai ao encontro dos interesses de Angola.

“Trata-se de um processo que entronca num objetivo nacional cada vez mais assumido pelas autoridades nacionais, que olham para a existência de bancos angolanos fortes e sólidos, capazes de garantirem o património dos seus clientes como um desígnio nacional”, refere o curto comunicado do BNI.

Segundo a nota, o BNI, que adianta ter comunicado o início das negociações à entidade reguladora angolana, refere que é objetivo das duas partes “atraírem para a operação parceiros estratégicos internacionais”.

Hoje à tarde, em Lisboa, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Montepio Holding, participada da Caixa Económica Montepio Geral, indicou ter iniciado negociações para a fusão entre o Finibanco Angola e o Banco de Negócios Internacional (Angola).

“A Caixa Económica Montepio Geral […] informa que a sua participada Montepio Holding, SGPS, S.A. iniciou as negociações com os acionistas do Banco de Negócios Internacional, S.A. (Angola) com vista a uma fusão entre o Finibanco Angola S.A. e o Banco de Negócios Internacional, S.A.”, lê-se no comunicado.

De acordo com a informação remetida ao mercado, “é intenção das partes atrair a participação de parceiros estratégicos internacionais para esta operação”, de modo a contribuir para a “consolidação, reforço e abertura do sistema bancário e financeiro angolano”.

“O desenvolvimento e conclusão das negociações estão dependentes da tramitação necessária junto dos acionistas e das autoridades angolanas e, ainda, dos resultados do programa de avaliação de qualidade de ativos do sistema bancário angolano que decorre atualmente em Angola”, indicou a instituição financeira.

Caso a conclusão deste processo seja bem-sucedida, o Grupo Banco Montepio “cumprirá o objetivo estratégico já anunciado de não consolidação da sua participação no Finibanco Angola”, assegurou.

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (223)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (12)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (58)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (6)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação