Connect with us

Desporto

Baixa de Cassanje quer angariar novos sócios

Published

on

Uma campanha de angariação de sócios, foi aberta neste sábado, 22, pela equipa da Baixa de Cassanje de Malanje, para fazer face a sua participação e permanência no Girabola Zap 2020/2021.

A iniciativa visa inscrever sócios nas categorias de fundador, honorário, contribuinte, atleta e efectivo, com objectivos de buscar contribuições financeiras destes para ajudar a direcção a suportar os encargos da equipa.

O acto de lançamento da campanha foi testemunhado pelo governador provincial, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, que também inscreveu-se como sócio, tendo apelado para a conjugação de esforços com vista ao alcance dos objectivos da equipa e de todos os adeptos de manutenção no Girabola.

O presidente de direcção do clube, José João Rafael, reiterou a necessidade da participação activa dos adeptos e dos vários organismos na luta pela manutenção do mesmo na primeira divisão, sobretudo da juventude, que deve ser a continuadora do projecto, pois é a província que ganha com o despontar do futebol e essa franja social que mais se entretém.

“Não devemos deixar toda a responsabilidade nas mãos da direcção do clube nem do governo da província, não basta criticar, mas apoiar e a juventude tem de pensar que ao se incentivar o desporto, é para o bem de todos”, rematou, tendo apelado para a inscrição de cada vez mais sócios.

Apesar de aberta oficialmente ontem, as inscrições de sócios que se estenderá nos próximos dias pelos 14 municípios de Malanje, a campanha já vinha decorrendo dias depois da ascensão da equipa e da inauguração da sua sede social na passada quinta-feira (20) e conta já até ao momento cerca de 400 sócios.

A Baixa de Cassanje ascendeu ao Girabola, a 11 de Junho deste ano, fruto do sorteio realizado na Federação Angolana de Futebol (FAF), em Luanda, em que venceu a formação do São Salvador do Zaire.

Com a sua subida, Malanje volta a disputar o Campeonato Nacional de Futebol, 17 anos depois, sendo que o Cambondo e Ritondo, foram os últimos representantes.

Por Angop